Primeiramente é extremamente relevante entender a diferença entre tristeza e depressão. Na primeira é possível observar a causa rapidamente, como por exemplo a perda de um aparelho celular… quem nunca se desesperou ao procurar pelo seu celular, e ao constatar que realmente havia perdido, sentiu uma forte sensação de tristeza. Ou teve que abrir mão de algo que queria muito, fazer uma viagem, etc.

Entretanto quando esse sentimento de tristeza permanece por vários dias, sem aparente causa, passando a prejudicar o desempenho no trabalho, na faculdade, nos relacionamentos interpessoais, conjugais, familiares. Quando a tristeza começa resultar em forte necessidade de se isolar, perda da motivação por atividades que antes lhe davam prazer, como sair para jantar, viajar, se reunir com os amigos, etc. Então começamos a falar que essa pessoa encontra- se dentro de um quadro com sintomas depressivos. E portanto torna-se extremamente importante a busca por um profissional especializado para dar início o mais rápido possível ao tratamento para não chegar no ponto mais grave de uma ideação ou tentativa de suicídio.

Tratamento da Depressão com Psicoterapia

O tratamento Psicoterápico se dá através de sessões semanais (50 min). Através das sessões de terapia são então analisadas as causas do paciente estar tendo sintomas depressivos. Pois a causa só pode ser entendida a partir da análise da história de vida do paciente em sofrimento. Busca-se entender o contexto em que esse paciente viveu, e o contexto em que está vivendo. Assim como a frequência e intensidade com que o sentimento de tristeza permanece.
O tipo de informação fornecida pelo paciente é extremamente relevante tanto para o diagnóstico quanto para a intervenção.

Há casos em que torna-se extremamente necessário o tratamento em conjunto, medicamentoso (Psiquiatra) e psicoterápico (Psicólogo).